sexta-feira, 31 de julho de 2009

Despedida do padre

O Padre discursa no jantar de despedida pelos 25 anos de trabalho ininterrupto à frente de uma paróquia:

- A primeira impressão que tive da paróquia foi com a primeira confissão que ouvi. A pessoa confessou ter roubado um aparelho de TV, dinheiro dos seus pais, a empresa onde trabalhava, além de ter aventuras amorosas com a esposa do chefe. Também se dedicava ao tráfico de drogas, havia transmitido uma doença venérea à própria irmã e praticava a sua homosexualidade assiduamente. Fiquei assustadíssimo! Com o passar do tempo, entretanto, conheci uma paróquia cheia de gente responsável, com valores, comprometida com sua fé, e desta maneira tenho vivido os 25 anos mais maravilhosos do meu sacerdócio.

Chega o prefeito para entregar o presente da comunidade, prestando a homenagem ao padre. Ele pede desculpas pelo atraso e começa o discurso:

- Nunca vou me esquecer do dia em que o padre chegou à nossa paróquia! Como poderia? Tive a honra de ser o primeiro a me confessar...

Silêncio total.

Moral da história: Nunca se atrase!

- - - - - - - - - - - - - - - -
- Fonte: De um email de meu cunhado Walter Machado, lá de Salvador.

- I bibida prus músicus!

Se...

SE... a pessoa que diz amá-lo treme nos seus braços,
SE... você sente os lábios dela ardentes como brasas,
SE... a respiração dela se torna ofegante,
SE... se o olhar dela é lânguido e febril,

então,
*


*

*

*

*

*

*

*

*

*

*

*

SE MANDA RAPIDINHO PORQUE ELA ESTÁ COM GRIPE SUÍNA!

- - - - - - - - - - - - - - - -

Fonte: de um email do meu amigo JAS.

- I bibida prus músicus!

Um cão chamado Valente

Em um avião, um homem está sentado na janela quando chega outro homem, senta na poltrona do corredor e acomoda um lindo labrador preto na poltrona do meio. O cara que está sentado do lado da janela olha para o cachorro com certo receio e pergunta:

- Porque permitiram ao senhor embarcar com esse cachorro?

O dono do cachorro explicou que era agente do Esquadrão de Combate às Drogas, que o cachorro era o melhor farejador da equipe, que o nome do animal era Valente e que, se ele tivesse interesse, quando o avião decolasse, ele mostraria as habilidades do animal colocando-o para trabalhar em pleno vôo.

Quando o avião decolou, o agente falou:

- Veja isso! - E ordenou pro Valente:

- Busca!

Valente pulou da poltrona, andou pelo corredor e finalmente se sentou determinado ao lado de uma mulher por alguns instantes. Em seguida voltou pro o seu assento e colocou uma pata no braço do agente.

O agente então disse:

- Boooom menino! Virou pro outro passageiro e falou: a mulher está carregando maconha, vou anotar o assento dela e as autoridades irão prendê-la quando aterrissarmos. Ele não é maravilhoso? Mas ainda não acabou... Busca!

Valente saiu novamente pelo corredor e se sentou ao lado de um homem durante alguns segundos. Retornou ao seu assento e colocou duas patas no braço do agente.

O agente falou:

- Aquele homem está de posse de cocaína, vou anotar seu assento e comunicarei às autoridades para as devidas providências.

O cara da janela estava maravilhado com o cachorro e o agente mais uma vez ordenou ao Valente que fizesse nova busca.

Valente saiu pelo corredor, sentou-se por alguns instantes e voltou correndo pra sua poltrona. Deu um uivo agudo e começou a cagar, lambusando todo o assento.

O cara da janela estava realmente espantado com o comportamento do animal e ficou sem entender como e por quê um animal tão bem treinado estava se comportando daquela maneira. Perguntou ao agente:

- O que está acontecendo com ele?

E o agente, sem conseguir disfarçar o nervosismo, respondeu:

- Ele acabou de encontrar uma bomba!

- - - - - - - - - - - - - - - -

- Fonte: De um email do meu amigo JAS.

- I bibida prus músicus!

quarta-feira, 29 de julho de 2009

Com jeito vai - 17

Entregadores de lenha e de água no Sri-Lanka.

- - - - - - - - - - - - - - - -

- Fonte: - Perdi a referência numa dedada errada que dei no meu PC, hoje, e não consegui me lembrar dela! I am sorry!

- Mas, bibida prus músicus assim mesmu!

segunda-feira, 27 de julho de 2009

Algumas dicas para ser feliz – 4-5-6/18

- Clica nas imagens para ampliá-las. Isso, se você quiser! -

Ajude os necessitados.

Mantenha seu espírito jovem.

Se relacione com ricos, pobres, bonitos e feios.

- - - - - - - - - - - - - - - - -

- Querendo ver as outras imagens desta série já publicadas, clique aqui.

- Fonte: De um email da amiga da minha esposa, a Mgopreta (?)

- I bibida prus músicus!

Levanta-pau: melhor prevenir!

Aquele septuagenário estava vestindo o casaco quando sua esposa perguntou:

- Aonde você vai?

- Vou ao médico! - Respondeu ele.

E ela:

- Por quê? Você está doente?

- Não! Vou ver se ele me receita esse tal de Viagra.

A esposa levantou-se da cadeira de balanço e tratou de vestir o casaco.

Ele perguntou:

- Aonde você vai?

- Ver o médico também! - Disse ela.

- Por quê?

- Quero tomar antitetânica.

- Por quê?

- Vai que essa coisa velha e enferrujada volte a funcionar…

- - - - - - - - - - - - - - - -

Fonte: Blog do meu amigo Fernando Stickel – Aqui tem coisa. Quer conferir? Clicaqui!

I bibida prus músicus!

sábado, 25 de julho de 2009

As dez melhores coisas para dizer quando te pegarem dormindo


1. “Eles me disseram no banco de sangue que isso poderia acontecer.”

2. “- Isto é só um cochilo de 15 minutos para recuperar as energias, como foi ensinado naquele curso de gerenciamento do tempo que vocês me mandaram fazer.”

3. “- Eu estava imaginando como é a vida de um cego!”

4. “- Eu não estava dormindo! Estava meditando sobre a missão da empresa e tentando descobrir um novo paradigma.”

5. “- Estava verificando se meu teclado é resistente à baba.”

6. “- Estava fazendo um exercício altamente especifico de yoga para aliviar o stress do trabalho. Vocês discriminam pessoas que praticam yoga?”

7. “- Por que você me interrompeu? Estava quase chegando numa solução para o nosso maior problema.”

8. “- A máquina de café está quebrada!”

9. Alguém deve ter posto café descafeinado no pote errado.”

10. “- … e em nome de Jesus, amém!”

- - - - - - - - - - - - - - -

- Fonte: Do blog Megacubo.net, neste post.

- I bibida prus músicus!

PCCB - Le duo des chats

Não! Não vou repetir a minha postagem de 18 de julho pp, com aquele vídeo onde os dois garotos dão um show ao cantarem Le duo dês chats e que se encontra neste link.

O quê acontece é que esse vídeo desapareceu do meu post, assim como do meu arquivo pessoal e não sei como alguém conseguiu fazer isso!

Então bolei esta arapuca, cujo título é a isca que deverá ser captada pelo autor de tal façanha, para trazê-lo novamente até ao meu blog, quando então poderá, se for cortês, dar alguma explicação para mim.

- Por quê e de que forma alguém conseguiu fazer isso?

Apesar de ter sido minha amiga Francine Grossi quem o enviou para mim, por email, o mesmo está disponível no YouTube, neste endereço, o que indica que ele está livre para ser copiado, postado, distribuído por email e sei lá mais o quê!

Se alguém tiver alguma informação sobre isso e se dispuser a me repassá-la, tenha certeza de que ficarei muito grato, porque talvez ela possa acalmar o tremendo ódio que passou a residir no meu límpido coração!

Considero um tremendo desrespeito essa intromissão no meu blog, sem me comunicar nada, antes e depois do "apagão" do vídeo.

- - - - - - - - - - - - - -

- I bibida prus músicus! E pra mim tombém!

sexta-feira, 24 de julho de 2009

Ser homem...


Conheça a versão “masculina” do que é ser homem e todo seu sofrimento:

Sentir a dor física e moral de uma bolada no saco.

A tortura de ter que usar terno no verão.

O suplício de fazer a barba todo dia.

O desespero de uma cueca apertada.

A loucura que é fingir indiferença diante de uma mulher sem sutiã.

A loucura que é resistir a olhar para as pernas de fora de uma mini-saia curta.

Ir à praia e resistir a olhar para aquele mulherão deitado a seu lado.

Viver sob o permanente risco de ter que entrar numa briga.

Pilotar a churrasqueira nos fins de semana enquanto todos se divertem.

Ter sempre que resolver os problemas do carro.

Ter que reparar na roupa nova dela.

Ter que reparar que ela mudou de perfume.

Ter que reparar que ela trocou a tintura do cabelo de Imedia 713 para 731 Louro bege salmon plus up light forever.

Ter que reparar que ela cortou o cabelo, mesmo que seja somente um centímetro.

Ter que jamais reparar que ela tem um pouco de celulite.

Ter que jamais dizer que ela engordou, mesmo que isso seja a pura verdade.

Se esforçar pra lembrar a escalação da seleção de 70, 82 e 94 enquanto espera ela gozar primeiro.

Ter que aguentar o stress da mulher nos dias de TPM.

Ter a suspeita que ela, com todos aqueles suspiros e gemidos, só está tentando incentivá-lo.

Ouvir um NÃO, virar conformado para o lado e dormir, apesar da vontade de querer quebrar todo o quarto.

Trabalhar pra cacete em prol de uma família que reclama que você trabalha pra cacete!

Ter a obrigação de ser um atleta sexual.

Viver sob a eterna tensão da primeira broxada.

Ter que conversar sobre aplicações, debêntures, dólares, commodities, marcos, CDBs e RDBs, mesmo que o seu salário não dê para chegar ao final do mês.

Desviar os olhos do decote da secretária, que se faz de distraída.

Trabalhar com mulher! (Aqui para nós, diga se é possível discutir a sério um assunto de trabalho com alguém que use batom vermelho, perfume atrás da orelha, cabelos soltos que balançam ao vento e saia curta e justa? E quando ela cruza as pernas? Ãh!... Ãh!…)

Entrar numa boate de strip-tease, dessas repletas de garotas baratas, alegando pura “curiosidade antropológica”.

Ter que ouvi-la dizer em ligação interurbana que está sem roupa.

Depois de esperar 30 minutos o coletivo que chega lotado e quando chegar na roleta, aquela dondoca de salto alto que trabalha em loja de grife, abre uma bolsa maior que sacola de supermercado pra retirar as moedinhas e contá-las na roleta… É sacanagem, mesmo! Haja saco!

Pior é saber que sua vizinha gostosa de 18 aninhos está liberando geral pra todo mundo e sua esposa não tira os olhos dos seus passos.

Parar para almoçar no domingo na casa dos sogros, discutir política com aquele velho reacionário, tratar bem os sobrinhos e se controlar pra não dar na cara do irmão cara de pau dela, que veio pedir dinheiro emprestado de novo!

Depois elas ainda acham que é fácil ser homem, só porque nós não menstruamos! E se reclamamos por qualquer coisinha, ainda dizem que estamos de frescura!

- - - - - - - - - - - - - - -

- Fonte: Do blog Megacubo.net, neste post.

- I bibida prus músicus!

Piadas rápidas

Suspiros

Às vezes você chora e ninguém vê as suas lágrimas...

Às vezes você se entristece e ninguém percebe o seu abatimento....

Às vezes você sorri e ninguém repara na beleza do seu sorriso...

Agora... PEIDA pra ver!

- - - - - - - - - - - - - - -

Lógica

O garoto apanhou da vizinha e a mãe, furiosa, foi tomar satisfação:

- Por que a senhora bateu no meu filho?

- Ele foi mal-educado. E me chamou de gorda.

- E a senhora acha que vai emagrecer batendo nele?

- - - - - - - - - - - - - - -

No balcão da alfândega

- Seu nome?

- Abu Abdalah Sarafi.

- Sexo?

- Quatro vezes por semana.

- Não, não, não! Homem ou mulher?

- Homem, mulher.... Algumas vezes camelo...

- - - - - - - - - - - - - - -

Regime de emagrecimento

- Doutor, como faço para emagrecer?

- Basta a senhora mover a cabeça da esquerda para direita e da direita para esquerda.

- Quantas vezes, doutor?

- Todas as vezes que lhe oferecerem comida.

- - - - - - - - - - - - - - -

Bodas

Dois amigos conversam sobre as maravilhas do Oriente. Um deles diz:

- Quando completei 25 anos de casado, levei minha mulher ao Japão.

- Não diga? E o que pensa fazer quando completarem 50?

- Volto lá para buscá-la!

- - - - - - - - - - - - - - -

Emergência

Um eletricista vai até a UTI de um hospital, olha para os pacientes ligados a diversos tipos de aparelhos e diz-lhes:

- Respirem fundo: vou mudar o fusível!

- - - - - - - - - - - - - - -

Confissão

O condenado à morte esperava a hora da execução, quando chegou o padre:

- Meu filho, vim trazer a palavra de Deus para você.

- Perda de tempo, seu padre! Daqui a pouco vou falar com Ele, pessoalmente! Algum recado?

- - - - - - - - - - - - - - -

- Fonte: Do blog do Chico Coelho – O que rola na NET. Querendo conferir, clicaqui! Vai lá, vai! Tem mais piadas, frases humorísticas e de para-choque de caminhão, além de muitos, mas muitos posts gozados. Não se iluda, porém: existe também muita coisa séria que o Chico posta no seu blog e que vale a pena conhecer!

- I bibida prus músicus!

Copa Agulhas Negras de Mountain Bike - Dia 26 de julho

- Clique na imagem para ampliá-la!

No próximo dia 26 de julho, o Distrito de Visconde de Mauá, Município de Resende, será palco da 3ª etapa da Copa Agulhas Negras de MTB 2009, com o patrocínio da Prefeitura Municipal de Resende e supervisão da FECIERJ.

A largada será em Mauá, em frente à Igreja de São Sebastião, às 09:00 horas.

O evento será aberto a todos os atletas - federados ou não - e terá uma premiação total de R$ 1.000,00 (hum mil reais), distribuídos aos dez primeiros colocados. Os cinco primeiros de cada categoria receberão medalhas personalizadas.

As inscrições custam R$ 20,00 (vinte reais) em todas as categorias e poderão ser feitas até o dia 25 de julho na Amazonas Bike (Niterói), Cicle Dois Irmãos (Resende), na sede da FECIERJ e pela internet, pelo site http://www.bikebros.com.br/.

Na categoria Cicloturismo, todos receberão medalhas de participação.

- - - - - - - - - - - - - - -

- Informe original copiado do blog da ACRAN. Querendo conferir, clique aqui!

- I bibida prus músicus!

Com jeito vai - 16


A mudança da familia Obama para a Casa Branca

- - - - - - - - - - - - - -

- Fonte: Do blog do Chico Coelho – O que rola na NET. Querendo conferir, clicaqui!

- I bibida prus músicus!

Sexo aos 92 anos

Devido ao falecimento do avô, aos 92 anos, o jovem Camilo vai fazer uma visita de pêsames à sua avó de 89 anos. Quando chega, encontra a anciã chorando e tenta confortá-la. Um pouco depois, quando vê a avó mais calma o neto pergunta:

- Vovó, como morreu o vovô?

- Morreu ao fazermos amor. - Confessa a avó.

Camilo, espantado, diz a ela que as pessoas de 90 anos ou mais, não deveriam fazer amor, porque é muito perigoso.

Ao que a avó responde:

- Mas nós só fazíamos aos domingos, já há cinco anos, e com muita calma e sempre ao compasso das badaladas do sino da Igreja. Era ding pra pôr e dong pra tirar. Se não fosse o filho-da-puta do sorveteiro com o seu sininho, o seu avô ainda estaria vivo!

- - - - - - - - - - - - - - -

- Fonte: Do blog do Chico Coelho – O que rola na NET. Quer conferir? Clicaqui!

- I bibida prus músicus!

quarta-feira, 22 de julho de 2009

On-line & Off-Line

- Clica nas imagens para ampliá-las -


O amor traz em si algumas coisas que levam a outros patamares da existência. Confunde, modifica, encaixa, ajusta, gera, embeleza. Como se fosse um software que liga o espiritual e o físico, é uma das manifestações da grandeza de um Criador, cujo compreender nos foge ao domínio. Pode não ser entendido na sua plenitude ou nas suas regras malucas, mas é a configuração da perfeição.


É um hacker que invade sorrateiro as nossas vidas. Modifica nossos sistemas; muda nossos programas e redireciona a seu bel-prazer os nossos rumos. Zomba da lógica, ignora o tempo e manipula o impossível. Foge de nós e se mostra travesso. Rebelde aos nossos comandos - brinca feliz - mostrando janelas jamais imaginadas; exibindo pop-ups indecentes. Instala-se sem volta e sem opções. Tira-nos a configuração, o verme! (ou vírus?)

Depois de rastrear, fisga dois corações desprotegidos e expostos. E os coloca on-line, insensível a qualquer resistência ou apelo. A cada instante, uma química se faz e refaz. Corpos sedentos de amor e de junção num download sem fim.


Uma busca insana; eterna sede. Insaciável sede que toma conta. Idéias que urgem ser trocadas, palavras e palavras se multiplicando como células. Milhares delas, misturadas sem parâmetro.

Cabeças confusas, descontrole de tudo. Sensações nunca experimentadas. E ficamos perplexos, tentando explicar tudo; buscando na sensatez uma cura que não vem... Nem virá.


Criando pretextos e nos mostrando ingenuamente protegidos, pensamos em nos livrar, como quem procura a cura para a felicidade. Procuramos uma vida por ela e quando localizamos seus arquivos, temos medo de abri-los... Irônico, não?

Só que na vida, não tem como se mostrar off-line. A mente não tem esse menu. É um adware sem volta no coração. Por mais que as bocas venham a negar, por mais que dissimulem, ficarão contaminados para sempre.


Os dois, por mais que se enganem e busquem outros amores, terão em si uma insistente mensagem:

- Impossível excluir o arquivo "euevc.exe" –

Arquivos com essa extensão não podem ser removidos! Estão protegidos!


E se um dia o destino resolver colocar-nos off-line para sempre ou que os caminhos da vida nos separem, vamos saber que esses arquivos estão compartilhados; ainda que ocultos. Intactos. Incorrompíveis.

Então vamos entender que

se o tempo é o senhor da razão, o amor desconhece o tempo.

- - - - - - - - - - - - - - - -

Esta postagem é originária de uma mensagem em PPS que recebi com um email da minha amiga Francine Grossi.

O texto é de autoria de Paulo Moreira; o responsável pela edição da mensagem e pela coleta das imagens na Internet só pode ser o titular do endereço gluck.all@hotmail.com; a mesma tem “Você” como música de fundo, cantada por Marina Elali, não existindo referência sobre o(s) compositor(es).

O primeiros versos dessa música são:

“Você, que tanto tempo faz,
Você, que eu não conheço mais,
Você que um dia eu amei demais,
Você, que ontem me sufocou
De amor e de felicidade
Hoje me sufoca de saudade...”

Se algum visitante do meu blog conhece o(s) compositor(es) dessa música e me transmitisse essa informação, eu ficaria muito grato!

Já a enviei a todos os correspondentes da minha relação pessoal e se você deseja recebê-la, deixe um comentário ao final desta postagem, mencionando o endereço do seu email. Ou, então, mande um email diretamente pra mim, pro endereço norrival@ig.com.br. Prontamente e com prazer você será atendido!

- I bibida prus músicus!

- - - - - - - - - - - - - - - -

upDate, em 23.07.09, 05:43:

O Paulo Moreira teve a gentileza de responder a um email que lhe enviei, no qual comuniquei sobre esta postagem, acabando de vez com qualquer dúvida sobre os devidos créditos que faltavam no seu texto. Sua resposta veio na forma de um comentário deixado nela e que achei indicado trazê-lo para a frente do post também, o que estou fazendo agora. Confira, então!

"paulo disse...

Norival:

Os autores da música "Você", interpretada por Marina Elali, são Roberto e Erasmo Carlos. Falha minha, que não dei os devidos créditos dos compositores no "pps" On-line & Off-Line. Além disso, gostaria de agradecer a atenção e o carinho para com o meu trabalho, que foi o primeiro desse gênero. Esse texto propiciou-me a oportunidade de publicar meu livro "Perfume de Coração" e alavancou muitos sonhos meus. Foi lançado na Bienal Internacional do Livro de São Paulo em 2008, com base nos textos publicados no blog. Não há como não perceber o cuidado com que você editou textos e imagens, bem como sua sensibilidade para com todo ele. Sinto-me honrado e privilegiado por ter a chance de figurar num post de seu blog que, diga-se de passagem, é genial. Adorei seu estilo de escrever e o humor inteligente que é uma "griffe" sua. Tomei a liberdade de incluir o link em meu blog "Perfume de Coração" (http://gluckall.blogspot.com), na seção "Blogsperto" e, gostaria de receber sua visita. Tem, também, o blog "Solucionática" da faculdade em que estudo (http://solucionatica1.blogspot.com). Desta forma, os amigos(as)que me visitam terão também a chance de ver o seu excelente trabalho. Peço ainda que me permita "colar" algum texto seu, com os devidos créditos de autoria, é claro.

Optei por responder seu e-mail aqui na seção de comentários pois acredito que, ficar claro aos seus leitores (ainda mais), sua transparência e integridade naquilo que publica, seria uma forma de retribuir sua gentileza e carinho para comigo. Além do que, sem-vergonhamente, fazer um merchandising. Caso o queira, faça o mesmo comigo. Tem um amigo ao seu dispor.

Estou enviando, gradativamente, outros trabalhos meus em PPS. Aqueles que gostar ou achar publicável para seu estilo de blog, fique à vontade. Ficarei feliz se tiver novamente essa oportunidade. Grande abraço!

Com a devida licença do Paulo, incluí na sua mensagem os nomes dos compositores da música "Você" (Roberto e Erasmo Carlos). Com isso, ela e o meu post ficam completos e todas as dúvidas que persistiam na minha postagem ficam dirimidas.

- I bibida prus músicus traveiz!

The rain

Um espetáculo em vídeo simplesmente devastador! O que os homens são capazes de fazer, quando persistem! O que ainda veremos? Vejam, apreciem e aplaudam também!


- - - - - - - - - - - - - - - -
- Fonte: Veio com um email de meu amigo JAS, resendense como eu, meu conhecido desde os mais tenros anos da minha infância. Parente afim, por ser casado com uma prima da minha mulher, Luísa Maria, ambas da famíla Paiva.

- I bibida prus músicus!

segunda-feira, 20 de julho de 2009

domingo, 19 de julho de 2009

Palhaços - 2/28

Quem não compreende um olhar tampouco compreenderá uma longa explicação. Mário Quintana

- - - - - - - - - - - - - - -

- Na primeira postagem desta série, ofereci o envio (gratuito) dela por email a quem o solicitasse. Se for o seu caso, acesse-a aqui, leia as instruções e proceda como tal (basta um simples comentário nesta última postagem e o envio do seu endereço de email). Realizarei o seu pedido com o maior prazer.

- - - - - - - - - - - - - - -

- Fonte: Imagens e pensamentos retirados de um email da minha amiga Francine Grossi.

- I bibida prus músicus!

Bebe, nazarento! - 7


- É mole? Tem jeito?

- - - - - - - - - - - - - -

- I bibida prus músicus!

Porque os cães mordem seus donos - 13

- I bibida prus músicus!

Com jeito vai - 15


- Aê, Peroba! Os porquinhos pro sarapatel estão chegando! Não se esqueça de pedir pra sua mãe fazer aquele angu pro acompanhamento!

- - - - - - - - - - - - - - -

- I bibida prus músicus!

sábado, 18 de julho de 2009

PCCB - Le duo des chats

upDate em 25.07.09:
Não sei o que aconteceu, mas o vídeo que estava aqui desapareceu!
Assim como desapareceu também do meu arquivo!
- Por quê e de que forma alguém conseguiu fazer isso?
Apesar de ter sido minha amiga Francine Grossi quem o enviou para mim, por email, o mesmo está disponível no YouTube, neste endereço, o que indica que ele está livre para ser copiado, postado, distribuido por email e sei lá mais o quê!
Se alguém tiver alguma informação sobre isso e se dispuser a me repassá-la, tenha certeza de que ficarei muito grato, porque talvez ela possa acalmar o tremendo ódio que passou a residir no meu límpido coração!
Considero um tremendo desrespeito essa intromissão no meu blog, sem me comunicar nada, antes e depois do "apagão" do vídeo.
- - - - - - - - - - - - - - -
Algo diferente numa música, que chega a ser engraçado, alegre – é simplesmente espetacular!

Les Petits Chanteurs à la Croix de Bois, cantaram o Dueto de Gatos (Cat's Duet), de Rossini, num concerto em Seul, na Coréia do Sul,em 30.11.96.

Reparem na concentração dos garotos - o lourinho não dá um sorriso!

Irado, não é mesmo? Assim se manifestou a minha amiga Francine Grossi, que foi quem me mandou essa dica.

- I bibida prus músicus!

quarta-feira, 15 de julho de 2009

Não discuta com as crianças

(Da revista 'Pais e Filhos', do espaço de Pedro Bloch, com coisas engraçadas que as crianças dizem).

1 - Uma menina estava conversando com a sua professora. A professora disse que era fisicamente impossível que uma baleia engula um ser humano porque, apesar de ser um mamífero muito grande, a sua garganta é muito pequena. A menina afirmou que Jonas foi engolido por uma baleia. Irritada, a professora repetiu que uma baleia não poderia engolir nenhum ser humano; era fisicamente impossível.

A menina, então disse:

- Quando eu morrer e for pro céu, vou perguntar a Jonas.

A professora lhe perguntou:

- E o que vai acontecer se Jonas tiver ido pro inferno?

A menina respondeu:

- Aí a senhora pergunta.


2 - Um dia, uma menina estava sentada observando sua mãe lavar os pratos na cozinha. De repente, percebeu que sua mãe tinha vários cabelos brancos que sobressaíam entre a sua cabeleira escura. Olhou para sua mãe e lhe perguntou:

- Porque você tem tantos cabelos brancos, mamãe?

A mãe respondeu:

- Bom, cada vez que um filho faz algo errado e faz a mãe chorar ou ficar triste, um fio do cabelo dela fica branco.

A menina digeriu esta revelação por alguns instantes e logo disse:

- Mãe, porque TODOS os cabelos de minha avó estão brancos?


3 - Uma professora de creche observava as crianças de sua turma desenhando. Ocasionalmente passeava pela sala para ver os trabalhos de cada criança. Quando chegou perto de uma menina que trabalhava intensamente, perguntou o que desenhava. A menina respondeu:

- Estou desenhando Deus.

A professora parou e disse:

- Mas ninguém sabe como é Deus.

Sem piscar e sem levantar os olhos de seu desenho, a menina respondeu:

- Calma, saberão dentro de um minuto.


4 -Todas as crianças haviam saído na fotografia e a professora estava tentando persuadi-los a comprar uma cópia da foto do grupo.

- Imaginem que bonito será quando vocês forem grandes e todos digam: - Ali está Catarina, é advogada. Ou também: - Este é o Miguel. Agora é médico.

Ouviu-se uma vozinha vinda do fundo da sala:

- E ali está a professora. Já morreu faz tempo!

- - - - - - - - - - - - - - -

- Fonte: De um email da meu amigo Ricardo GAROPABA Blauth .

- I bibida prus músicus!

terça-feira, 14 de julho de 2009

Incrusivi...

Um gerente de vendas recebeu o seguinte fax de um dos seus novos vendedores:

''Seo Gomis, o criente de Belzonte pidiu mais cuatrucenta pessa. Incrusivi ele vai fazê um pedido deçe tipo todo mêis. Faz favo di tomá as providenssa.

Abrasso, Nirso.''

Aproximadamente uma hora depois, recebeu outro fax:

''Seo Gomis, os relatório di venda vai xegá atrazado proque tô fexano umas venda. Incrusivi temo que manda mais treis mil pessa. Amanhã to xegano.

Abrasso, Nirso.''

No dia seguinte:

''Seo Gomis, num xeguei pucausa di que vendi mais deis mil em Beraba. Incrusivi tô indo pra Brazilha.

Abrasso, Nirso.''

No outro:

“Seo Gomis, Brazilha fexô 20 mil; incrusivi vô pra Frolinopolis e de lá pra Sum Paulo no vinhão das cete hora.

Abrasso, Nirso.''

E assim foi o mês inteiro. O gerente, muito preocupado com a imagem da empresa, levou ao presidente as mensagens que recebeu do vendedor.

O presidente escutou atentamente o gerente e disse:

- Deixa comigo. Tomarei as providências necessárias.

E tomou!

Redigiu de próprio punho um aviso e o afixou no mural da empresa, juntamente com as mensagens de fax do vendedor Nirso, com o seguinte teor:

“Os PHD do çetor de marquetingue da impreza ki num mostrá cirviçu tão dimitido sumariamenti, incrusivi o Gomis.

Mutivu: diproma dimais, cumpetenssa dimenus! Incrusivi a parti di oje nois tudo vamu fazê feito o Nirso. Si priocupá menos em iscrevê serto, mod vendê maiz.

Acinado, o Prizidenti.”

- - - - - - - - - - - - - - -

- Fonte: De um email da minha amiga Sandra de Andrade .

- I bibida prus músicus!

O avanço das comunicações

Durante escavações nos EUA, arqueólogos americanos descobriram, a 100 m de profundidade, vestígios de fios de cobre que datavam do ano 1000 DC. Os americanos concluíram que seus antepassados já dispunham de uma rede telefônica naquela época.

Os argentinos, para não ficarem pra trás, escavaram também seu subsolo, encontrando restos de fibras óticas a 200 m de profundidade.

Após minuciosas análises, concluíram que elas tinham 2.000 anos de idade. Os argentinos concluíram triunfantes que seus antepassados já dispunham de uma rede digital a base de fibra ótica quando Jesus nasceu.

Uma semana depois, em Belo Horizonte, foi publicado o seguinte anúncio:

"Apos escavações arqueológicas no subsolo de Contâgi, Betim, Barbacenn, Furmiga, Passa-Quatro, Jijifó (kkk, essa é muito legal!), Sans Dumonti, Santantoin du Monti, Varginha, Nanuque, Águas Formosas, Monte Carmelo, Carnerim, Lagoa Dorada, São João Del Rei, Beraba, Berlândia, Belzonte, Divinópis, Pará de Minas, Carmo do Cajuru, Lagoa Santa e diversas otras cidades mineiras, até uma profundidade de 500 metros, os cientistas mineiros não encontraram absolutamente nada, concluindo então que os antigos mineiros já dispunham há 5.000 anos de uma rede de comunicações sem-fio: wireless."

- Nota dos arqueólogos: Pur isso se prenuncia UAI reless".

- - - - - - - - - - - - - - -

- Fonte: De um email do meu amigo Edson Siqueira, natural de Tanhandu.

- I bibida prus músicus

Golpe perfeito

O golpe do ano. Vejam que golpe bem dado!

Acompanhado de uma jovem e belíssima mulher, o sujeito, cinquentão, entrou na joalheria e mandou que ela escolhesse a jóia que quisesse, sem se preocupar com o preço.

Examina daqui, experimenta uma, depois outra, ela finalmente decide por um colar de ouro com diamantes e rubis. Preço: R$ 178.000,00.

Ele manda embrulhar, saca um talão de cheques e começa preencher.

Assina, destaca e ao estendê-lo, percebe a fisionomia constrangida e preocupada do vendedor examinando o cheque.

O cliente, então num gesto de gentleman, toma a iniciativa.

- Vejo que você está pensando que o cheque pode não ter fundos. É natural, eu também desconfiaria, afinal, uma quantia tão grande...

- Tudo bem. Façamos o seguinte: hoje é sexta-feira e o banco já fechou. Você fica com o cheque e com a jóia. Na segunda-feira, você vai ao banco, pega o dinheiro e manda entregar a jóia na casa dela, ok?

Cheio de mesuras e agradecimentos pela compreensão, o vendedor encaminha o casal até a saída, desejando-lhes um bom fim de semana.

Na segunda-feira, o vendedor ligou para o cliente para dizer-lhe que, infelizmente, deve ter havido algum equívoco do banco, mas o cheque não tinha fundos.

Ouviu, então, uma voz meio sonolenta:

- Sem problema! Pode rasgar o cheque. Eu já comi a mulher!

- - - - - - - - - - - - - - -

- Fonte: De um email do meu cunhado Walter, belzontino que mora em Salvador e diz que nunca mais sai de lá!

- I bibida prus músicus!

segunda-feira, 13 de julho de 2009

Trato é trato - 2

Mais de meio século de harmonia total naquele casamento. Daí ele morre e não demora muito, ela também vai pro céu. Lá encontra o marido e corre até ele:

- Queriiiido! Que bom te reencontrar! Estava morrendo de saudades!

- Não vem, não, assombração! O trato foi: até que a morte nos separe. Agora, vaza!

- - - - - - - - - - - - - - -

- Fonte: De um email do meu amigo Jorge Luis Nogueira

- I bibida prus músicus!

A origem dos Dez Mandamentos

Deus perguntou aos Gregos:

- Vocês querem um mandamento?

- Qual seria o mandamento, Senhor?

- Não matarás!

- Não, obrigado! Isso interromperia as nossas conquistas.

Então, Deus perguntou aos Egípcios:

- Vocês querem um mandamento?

- Qual seria o mandamento, Senhor?

- Não cometerás adultério!

- Não, obrigado! Isso arruinaria os nossos fins-de-semana.

Chateado, mas não derrotado, Deus perguntou aos Assírios:

- Vocês querem um mandamento?

- Qual seria o mandamento, Senhor?

- Não roubarás!

- Não, obrigado! Isso arruinaria a nossa economia.

Deus, enfim, perguntou aos Judeus:

- Vocês querem um mandamento?

- Quanto custa?

- É de graça.

- Então manda DEZ!

- - - - - - - - - - - - - - -

- Fonte: De um email do meu amigo César Rosa

- I bibida prus músicus!

domingo, 12 de julho de 2009

Pedido de dispensa do Serviço Militar

Um jovem escreveu a seguinte carta para o oficial responsável pela dispensa do Serviço Militar:

"Prezado Oficial Militar:

Venho por intermédio desta pedir a minha dispensa do serviço militar. A razão para isso é bastante complexa e tentarei explicar em detalhes.

Meu pai e eu moramos juntos e possuímos um rádio e uma televisão. Meu pai é viúvo e eu solteiro. No andar de baixo, moram uma viúva e sua filha, ambas muito bonitas, que não têm rádio nem televisão. O rádio e a televisão fez com que nossas famílias ficassem mais próximas.

Eu me apaixonei pela viúva e casei com ela. Meu pai se apaixonou pela filha e também se casou com esta.

Neste momento, começou a confusão. A filha da minha esposa, a qual casou com o meu pai, é agora a minha madrasta.

Ao mesmo tempo, porque eu casei com a mãe, a filha dela também é minha filha (enteada).

Além disso, meu pai se tornou o genro da minha esposa, que por sua vez é sua sogra.

A minha esposa ganhou recentemente um filho, que é irmão da minha madrasta. Portanto, a minha madrasta também é a avó do meu filho, além de ser seu irmão. A jovem esposa do meu pai é minha mãe (madrasta) e o seu filho ficou sendo o meu irmão.

Meu filho é então o tio do meu neto, porque o meu filho é irmão de minha filha (enteada). Eu sou, como marido de sua avó, seu avô. Portanto, sou o avô de meu irmão.

Mas como o avô do meu irmão também é o meu avô, conclui-se que eu sou o avô de mim mesmo!!!

Portanto, Senhor Oficial, eu peço dispensa do serviço militar baseado no fato de que a lei não permite que avô, pai e filho sirvam ao mesmo tempo. Em caso de dúvida, releia o texto várias vezes, ou tente desenhar um gráfico, para constatar que o meu argumento realmente está inteiramente correto.

(a.) Avô, pai e filho."


Conclusão: O rapaz foi dispensado.


- - - - - - - - - - - - - - -

- OBS: SEM SACANAGEM, DEU UM NÓ NO MEU JUIZO!

- Sei que história semelhante já circulou pela net, porém, não aguentei em segurar mais esta só pra mim, daí que a estou publicando.

- Fonte: De um email de meu amigo Luis Vicente Marques.

- I bibidas prus músicus!

Esses portugueses

Brasileiro faz piada com português por não entender que os dois povos têm lógicas diferentes. O português mais literal cultiva um preciosismo de sintaxe. Vejam só:

ºººººººº

Uma conhecida dirigia por Portugal, quando viu um carro com a porta de trás aberta. Solidária, conseguiu emparelhar e avisou:

- A porta está aberta!

A mulher que dirigia conferiu o problema e respondeu irritada:

- Não, senhora! Ela está mal fechada!

ºººººººº

Outro brasileiro estava em Lisboa, e numa sexta-feira perguntou a um comerciante se ele fechava no sábado. O vendedor disse que não. No sábado, o brasileiro voltou e deu com a cara na porta. Na segunda-feira, cobrou irritado do português:

- O senhor disse que não fechava!

O homem respondeu:

- Mas como vamos fechar se não abrimos?

ºººººººº

Trata-se realmente de um povo admirável, que tem mais cuidado com a língua pátria do que com a lógica. Das piadas.

ºººººººº

Um amigo jornalista hospedou-se há um mês num hotel em Évora. Na hora de abrir a água da pia se atrapalhou, pois na torneira azul estava escrito “F” e na outra, preta, também “F”. Confuso, quis saber da camareira o porquê dos dois “efes”.

A moça olhou-o com cara de espanto e respondeu, como quem fala com uma criança:

- Ora pois, Fria e Fervente.

ºººººººº

Brasileiro em Lisboa, a passeio, resolveu comprar uma gravata. Entrou numa loja do Chiado (bairro de lojas finas) e, além da gravata, comprou ainda um par de meias, duas camisas sociais, uma pólo esporte, um par de luvas e um cinto. Chorou um descontinho e pediu para fechar a conta. Viu então que o vendedor pegou um lápis e papel e se pos a fazer contas, multiplicando, somando, tirando porcentagem de desconto, e ele, intrigado, perguntou:

- O senhor não tem máquina de calcular?

- Infelizmente não trabalhamos com electrônicos, mas o senhor pode encontrar na loja justamente aqui ao lado.

ºººººººº

E ainda tem aquela, famosa, do escritor Luiz Fernando Veríssimo. Chegando em Lisboa bem no final da tarde, pegou um táxi e, indo para o hotel, travou o seguinte diálogo com o motorista:

- A que horas escurece em Lisboa?

E o motorista respondeu:

- Em Lisboa não escurece!

E o Veríssimo, curioso:

- Não? Porquê?

E o luso:

- Porque ao escurecer acendemos as luzes…

- - - - - - - - - - - - - - -

- Fonte: Do blog Aqui tem coisa, do meu amigo Fernando Stickel

- I bibida prus músicus!

A campeã de Las Vegas

Um sujeito cheio da grana, faz uma viagem e vai a Las Vegas. No hotel, já sozinho por um bom tempo, pede ao porteiro para lhe mandar uma prostituta, a mais linda de Las Vegas. Alguns minutos depois batem na porta e ele abre para a mais bonita mulher que ele já viu. Ele a convida a entrar e ela diz:

- Gosto de fazer as coisas devagar. Que tal uma punhetinha?

O sujeito concorda e pergunta:

- Quanto?

- 1000 dólares!

- 1000 dólares? Você ficou louca?

A mulher leva o sujeito até a janela, abre a cortina, aponta para uma Ferrari estacionada na frente ao Hotel e diz:

- Está vendo aquela Ferrari lá? Comprei porque bato a melhor punheta que um homem possa imaginar.

O sujeito resolve experimentar. Afinal, não são 1000 dólares que vão deixá-lo mais pobre. E realmente, ele concorda que foi a melhor punheta que já fizeram para ele em toda a vida.

- E que tal uma trepada? Mas só no cuzinho! - Diz a mulher.

- Quanto ?

- 5000 dólares!

- O que? 5000?

E para justificar o preço, ela leva-o novamente até a janela e mostra um moderno prédio de 15 andares perto dali e diz:

- Esse prédio é meu porque dou a melhor trepada, sou o cuzinho de ouro de Las Vegas.

E o sujeito topa também. E depois concorda que o dinheiro não foi jogado fora. Mas em seguida, mais excitado, ele diz:

- Agora quero sua xoxotinha. Pago 10.000 dólares. Topa?

A mulher vai até a janela novamente e mostra um Shopping Center de umas 6 quadras com 1 cassino enorme, mais 300 lojas, 6000 vagas para estacionamento, o maior Shopping de Las Vegas. E diz:

- Está vendo aquele Shopping lá? Se eu tivesse xoxotinha, já teria comprado faz tempo!

- - - - - - - - - - - - - - -

- Fonte: Do blog Aqui tem coisa, do meu amigo Fernando Stickel

- I bibida prus músicus!

Cachorrinho

Dois velhos amigos se encontram.

- Como vai o novo casamento? - Pergunta o primeiro.

- Rapaz, nem te conto! Minha mulher é uma fera na cama, fazemos amor de tudo quanto é jeito. E você?

- Ultimamente eu e minha mulher só fazemos estilo cachorrinho.

- Já sei! Você pega ela por trás?

- Não exatamente! Eu fico sentado com cara de coitado e ela deita e se finge de morta.

- - - - - - - - - - - - - - -

- Fonte: Do blog Aqui tem coisa, do meu amigo Fernando Stickel

- I bibida prus músicus!

Jesus na Bahia

Estavam um carioca, um paulista e um baiano num boteco do Mercado Modelo, quando o carioca diz aos outros :

- Mermão, esse cara que entrou aí é igual a Jesus Cristo.

- Tás brincando! - Dizem os outros.

- Tô te falando! A barba, a túnica, o olhar...

O carioca levanta-se, dirige-se ao homem e pergunta:

- Mermão, digo, Senhor, Tu és Jesus Cristo, não é verdade?

- Eu? Que idéia!

- Eu acho que sim... Aí... Tu és Jesus Cristo!

- Já disse que não! Mas fale mais baixo.

- Pô, eu sei que tu és Jesus Cristo.

E tanto insiste que o homem lhe diz baixinho:

- Sou efetivamente Jesus Cristo, mas fale baixo e não digas a ninguém, senão isto aqui vira um pandemônio.

- Mas eu tenho uma lesão no joelho desde pequeno. Me cura aí, brother, digo, Senhor!

- Milagres não! Tu vais contar aos teus amigos e eu passo a tarde fazendo milagres.

O carioca tanto insiste que Jesus Cristo põe a mão sobre o seu joelho e cura-o.

- Pô, valeu! Ficarei eternamente grato! - Agradece, emocionado, o carioca.

- Sim, sim! Não grites, vai-te embora e não contes a ninguém.

Logo em seguida, chega o paulista.

- Aí ô meu, o carioca disse que és Jesus Cristo e que o curaste. Tenho um olho de vidro. Cura-me também!

- Não sou Jesus Cristo! Mas fale baixo.

O paulista tanto insistiu que Jesus Cristo passou-lhe a mão pelos olhos e curou-o.

- Ôh loco, meu! Obrigado mesmo! Agradece, emocionado, o paulista.

- Vai-te agora embora e não contes a ninguém.

Mas, Jesus Cristo bem o viu contando a história aos amigos e ficou à espera de ver o baiano ir ter com ele. O tempo foi passando e nada. Mordido pela curiosidade, dirigiu-se à mesa dos três amigos e pondo a mão sobre o ombro do baiano, perguntou:

- E tu, não queres que...

O baiano levanta-se de um salto e afastando-se dele grita em alto e sonoro baianês:

- Aê, meu Rei! Tira essas mãozinhas de cima de mim que eu ainda tenho seis meses de licença médica!

- - - - - - - - - - - - - - - -

- Fonte: De um email do meu amigo RICARDO garopaba BLAUTH

- I bibida prus músicus!


- Publicado no Facebook em 31.01.14.

sábado, 11 de julho de 2009

O afogamento de Lulha

Lulha estava nadando no Lago Paranoá e começou a se afogar. Foi salvo por três compadres que estavam pescando.

Agradecido, disse que eles poderiam lhe pedir qualquer coisa.

Um deles, gaúcho, falou:

- Meu filho trabalhava na fábrica de sapatos e perdeu o emprego. Quero um trabalho para ele, tchê!

- Está mais do que feito! - Disse o plesidente.

Outro, do Piauí, reclamou que era analfabeto e queria aprender a ler.

- A vaga já está garantida! - Respondeu Lulha.

O terceiro era o Zé Botina, mineiro:

- Ieu quero um interro de estadista, com sarva de tiro, flor, banda de música e tudo mais!

Estupefato, Lulha perguntou:

- Mas você é tão novo, Zé! Por que essa preocupação com a morte?

E o caipira:

- Uai, o qui o ocê acha qui vai acuntecê cumigo quando ieu chegá lá em Minas e dissé quieu ti sarvei?

- - - - - - - - - - - - - - - -

- Fonte: De um email do meu amigo Antonio Gastão

- I bibida prus músicus!

Algumas dicas para ser feliz – 1-2-3/18

Persiga metas possíveis de serem alcançadas.

Sempre sorria espontânea e genuinamente.

Divida com os outros.

- Clica nas imagens para ampliá-las. Isso, se você quiser! -

- - - - - - - - - - - - - - - -

- Querendo ver as outras imagens desta série já publicadas, clique aqui.

- Fonte: De um email da amiga da minha esposa, a Mgopreta (?)

- I bibida prus músicus!

sexta-feira, 10 de julho de 2009

Zé Ortunes e a afilhada

Jô e Zé Ortunes eram amigos de infância. Jô se casou com uma loira gostosíssima e Zé Ortunes foi o padrinho.

Mesmo assim, na condição de afilhada, ela vivia dando a maior bola pro Zé Ortunes, fato que ele percebia e que com o tempo começou a encasquetar a sua cabeça.

Numa sexta-feira, ele estava no trabalho e recebeu um telefonema decisivo dela:

- Meu tesão... O Jô viajou e estou aqui em casa, nua, na beira da piscina... Me sinto tão só, tão carente... Porque você não vem pra cá? Podemos fazer sexo ao ar livre... Livres!

(Todos sabem que pra certas coisas até a lealdade tem limites e, assim, já bastante doidão pela afilhada, Zé Ortunes resolveu aceitar o convite.)

Chegando na casa do amigo, encontrou a porta aberta e foi entrando. Andou pela casa inteira e não encontrou ninguém. Ao chegar na suíte, ouviu o ruído da água do chuveiro. Zé Ortunes tirou a roupa e deitou-se na cama do casal.

Alguns minutos depois, o banheiro se abre e quem aparece é o Jô, que perdera o avião e a viagem...

- Zé Ortunes! O quê é que você está fazendo aí? Peladão e deitado na minha cama!

- Pois é, rapaz... Sexta-feira. Eu lá no escritório, um sol de rachar, nada pra fazer, olhei pro relógio, duas e quinze da tarde! Aí pensei:

- Quer saber de uma coisa? Vou dar o c(*) pro Jô!

- - - - - - - - - - - - - - - -

- Fonte: De um email do meu sobrinho Rafael Coelho

- I bibida prus músicus!

A salsicha

Beto e Zé, dois amigos inseparáveis, queriam tomar umas e outras mas não tinham dinheiro algum. Fuçando os bolsos, a única coisa que encontraram foi a impressionante quantia de um real.

Beto disse: “- Peraí! Tenho uma idéia!”

Foi até a um açougue e saiu de lá com uma enorme salsicha nas mãos.

Zé então lhe disse: “- Cê tá louco, ô cara? Agora é que ficamos sem um tostão furado, mesmo!”

Beto replicou: “- Não se preocupe, cara, venha comigo!”

Entraram num bar e Beto imediatamente pediu uma cerveja, dois copos e mais duas doses de uísque.

Espantando, o Zé alertou: “- Agora você pirou de vez. Você já parou pra pensar na confusão em que você nos meteu? Estamos mais lisos do que sabão!”

Beto, calmamente, retrucou com um sorriso: “- Não se preocupe, eu tenho um plano... Saúde!”

E mandaram seus drinques goela abaixo.

O Beto então disse: “- OK, vou colocar a salsicha para fora pelo meu zíper e você se ajoelha e a coloca na sua boca.”

O barman viu o que estavam fazendo, ficou fulo da vida e os botou pra fora do estabelecimento.

E eles continuaram fazendo a mesmo coisa, bar após bar, ficando cada vez mais bêbados, tudo de graça.

Quando já estavam no décimo bar, Zé resmungou: “- Beto, acho que não consigo mais acompanhar você. Estou bêbado e meus joelhos estão me matando de tanto me ajoelhar!”

Beto então respondeu: “- E como você acha que eu tô? Eu nem consigo me lembrar em qual bar perdi a salsicha...”

- - - - - - - - - - - - - - - -

- Fonte: De um email do meu sobrinho Rafael Coelho

- I bibida prus músicus!

Trato é trato - 1

O japonês estava em uma festa, quando viu uma loira maravilhosa. Ficou louco de vontade de paquerá-la, mas o problema é que estava receoso, pois tinha o pinto muito pequeno. Depois de um tempo de indecisão, resolveu investir.

Aproximou-se e puxou conversa. Tanto fez que conseguiu levar a loira para um lugar mais reservado. Mão pra lá, mão pra cá, o clima esquentando, e o japa disse:

- Deixa, vai?

- Não, de jeito nenhum!

- Deixa, rapidinho...

- Não! - Disse ela, irredutível.

- Vai, deixa! - Só a pontinha, só a pontinha...

- Tá legal! Mas só a pontinha, hein?

Como ele tinha o pinto pequeno, não pensou duas vezes e colocou tudo, sem que ela visse o dito cujo.

Ela adorou a sensação e gritou louca de tesão:

- Ai, que delícia! Coloca tudo, vai!

Ele parou e disse:

- Não senhora! Trato é trato!

- - - - - - - - - - - - - - - -

- Fonte: De um email de meu amigo César Rosa

- I bibida prus músicus!

Grande Fusca!

Numa pequena cidade do interior paulista existia uma cara que possuía um opala e era apaixonado por automóveis e velocidade. Todos os dias, quando ele ia trabalhar, parava em um semáforo e ao lado dele sempre parava um fusca que, assim que o sinal ficava verde e antes que ele pudesse pensar: - Vruuummmm... - O fusca arrancava na toda, deixando-o na poeira.

Então ele decidiu rebaixar o carro para melhorar a aerodinâmica, trocou o motor por um mais potente e o testou várias vezes.

No dia seguinte, lá estava o fusca ao lado dele naquele semáforo. Ele se preparou, acelerou, acelerou, e quando o sinal ficou verde: - Vruuuuummm... O fusca arrancou deixando-o pra trás, como das outras vezes.

Diante disso, ele se enfureceu de vez, trocou o motor do carro por um ainda mais potente, colocou mais uma descarga e uma turbina central para finalmente poder vencer o tal fusca.

Muito ansioso, chegando ao semáforo com a sua nova máquina, fez os preparos, acelerou, e quando o sinal se abriu, eles partiram, lado a lado. Depois de uns 300 metros, ele não se contendo com o empate iminente, colocou a cabeça pra fora da janela e gritou:

- E agora, ô babaca? O quê é que você vai fazer?

De dentro do fusca, o cara gritou mais alto ainda:

- Agora eu vou passar a segunda! - E vruuummmmm.

- - - - - - - - - - - - - - - -

- Fonte: Blog Portal do Humor

- I bibida prus músicus!

Corno pula?

Certo dia, Juninho perguntou ao pai:

- Pai, lima pula?

E o pai respondeu:

- Não filho, lima não pula! Por que a pergunta?

Aí o filho respondeu:

É porque quando o senhor vai para o trabalho, a mamãe vai lá pro quintal e grita: "- Pula lima! Pula lima! Pula lima!"

- - - - - - - - - - - - - - - -

- Fonte: Blog Portal do Humor.com

- I bibida prus músicus!

Proposta decente no zoológico

Num zoológico, a gorila Greenvalda está no cio, louquinha pra dar. Como o gorila macho tinha falecido há algum tempo, o administrador do zoológico fica preocupado. Sem saber o que fazer, resolve chamar o Sebastião, limpador de jaulas, um negão do tamanho de uma geladeira, que tinha, entre os amigos, não sem motivo, o apelido de Zé Mangueira, e lhe propõe o seguinte:

- Sebastião, cinquenta reais pra você fazer amor com a gorila Greenvalda.

O empregado então responde:

- Tá bão, sim sinhô! Eu topo, mais com treis condição.

- E quais são essas condições, Sebastião?

- Bão, a primera é a seguinte: beijo na boca não vale.

- Tudo bem, sem beijo na boca.

- A segunda condição é a seguinte: se o bicho pegá filho, eu não vô assumi!

- Claro, claro! E a terceira?

- O sinhô me dá uns quinzi dia pra eu arrumá os cinquenta real?

- - - - - - - - - - - - - - - -

- Fonte: Blog Alodag.com

- I bibida prus músicus!